terça-feira, 29 de março de 2011

Fotos do Ex Vice Presidente José de Alencar










Precisa-se de santo

"Precisamos de Santos sem véu ou batina.

Precisamos de Santos de calças jeans e tênis.

Precisamos de Santos que vão ao cinema, ouvem música e passeiam com os amigos.

Precisamos de Santos que coloquem Deus em primeiro lugar, mas que se "lascam" na faculdade.

Precisamos de Santos que tenham tempo todo dia para rezar e que saibam namorar na pureza e castidade, ou que consagrem sua castidade.

Precisamos de Santos modernos, santos do século XXI, com uma espiritualidade inserida em nosso tempo.

Precisamos de Santos comprometidos com os pobres e as necessárias mudanças sociais.


Precisamos de Santos que vivam no mundo, se santifiquem no mundo, que não tenham medo de viver no mundo.

Precisamos de Santos que bebam coca-cola e comam hot dog, que usem jeans, que sejam internautas, que escutem disc man.

Precisamos de Santos que amem apaixonadamente a Eucaristia e que não tenham vergonha de tomar um refri ou comer uma pizza no fim-de-semana com os amigos.


Precisamos de Santos que gostem de cinema, de teatro, de música, de dança, de esporte.

Precisamos de Santos sociáveis, abertos, normais, amigos, alegres, companheiros.

Precisamos de Santos que estejam no mundo; e saibam saborear as coisas puras e boas do mundo, mas que não sejam mundanos".
(Papa João Paulo II)

José Alencar, Um Político de Deus

   Que dor que senti quando soube da notícia de falecimento do querido vice presidente José Alencar. Não o conhecia pessoalmente, bastava saber da sua existência e do seu jeito carismático e bondoso para amá-lo. É muito triste perder um líder do Brasil que é muito amado, mas também deve ser de muita alegria, porque perdemos para o céu e ganhamos mais um intercessor.
   José de Alencar já vinha sofrendo à 14 anos com o câncer e mesmo assim não perdia a fé. a esperança e seu contagiante sorriso. Sempre dizia quando falava de sua doença: " Se Deus quiser me levar, ele não precisa de câncer pra isso. E se ele não quiser me levar não há câncer que me leve. Tudo indica que Deus não quer me levar  ". Todo câncer e cirurgia é um risco de vida, mas esse risco não era problema para ele, pois, dizia ao povo brasileiro: " Não tenho medo da morte, tenho medo da desonra ".
   Foi um ser de grande otimismo, bom caráter, amizade e fé. Era um homem de uma luz agradável e contagiante que poucas pessoas tem. Um homem de grande paz interior, luz assim, que só se sente em pessoas agraciadas de Deus, como D.Luciano de Almeida, D.Luciano Bergamin, D.Adriano Hypólito, Ir.Dulce, D.Paulo Arns, D. Hélder Câmara, Pe.Leo, Pe.Marcelo Rossi, Pe.Ricardo Nunes, Madre Teresa de Calcutá e outros. É muito difícil falar de José de Alencar sem falar de fé, ele realmente era um homem iluminado, era abençoado, era de Deus.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Minha Amiga Beatriz

 
   Neste ano conheci uma menina que chamou muito a minha atenção, não porque ela é bonita, pois, a beleza está dentro de cada pessoa, mas por algumas virtudes. Pude conhece-la melhor porque sou catequista dela e por ela tambem ser coroinha, facilitou muito para a construição de uma amizade.
  Aos poucos estou descobrindo as suas imperfeições e perfeições; suas alegrias e suas tristezas; suas resistências e suas fraquezas. Não tem nem um ano que a conheço, mas parece que aconheço a muitos anos. Com seu jeito de ser e de viver, ela me ensinou a não ter medo de fazer o que quero e de falar o que penso, me ensinou a ser um pouco mais verdadeiro e carismático.
  Beatriz é uma menina muito especial e muito inteligente, pois soube guardar e conservar em seus pensamentos o que aprendeu de seus pais, como por exemplo,o celibato ante do casamento. Uma grande alegria e uma enorme paz invade o meu coração quando estou perto dela, ela é mais um anjo que Deus botou em minha vida.
  Pedi tanto a Deus que não deixasse que ela se tornasse minha amiga, porque no final deste ano ela vai morar com sua mãe que mora no Ceará, vou sentir saudades dela. Mesmo longe, vou sempre lembrá-la com muito carinho e sempre que puder vou me comunicar com os meios que me são favorecidos. (Diário de Leonardo de S.Pacheco,20 de outubro de 2010)

sábado, 19 de março de 2011

O Trunfo do Maligno

   O pior dos tormentos é quando o maligno consegue invadir o nosso intimo e fazer de nós dependente de suas obras pervesas.
   O maligno criou os vícios para nos enfraquecer. Ficamos fracos quando dependemos de algo, e quando não conseguimos o que queremos, ficamos inquietos e bravos. Mas quando conseguimos, parece que encontramos a paz, mas essa paz é uma sensação falsa, pois só Deus pode nos dar a verdadeira paz.


    É certo quando dizem que "o álcool é a porta de entrada para o vício das dogras". E que o vício do sexo é a pior droga que tem, pois, ela é a mais dificil de abandonar, porque o instrumento é o nosso próprio corpo. Quando mais membros da família for víciada em algo, mas dificil será de abandonar os nossos vícios. Sexo é bom? Deve ser muito bom, pois foi Deus quem fez. Fumar, beber, cheirar é prazeroso, se não fosse ninguem faria, mas tudo o que é prazeroso tem mão do maligno.
  Beber não é pecado, pecado é o exagero dessa ação. O sexo não é pecado, o pecado é faze-lo no momento errado. E fumar só é pecado porque leva à morte, tanto física quanto espiritual.
   Só em Cristo podemos nos livrar das armadilhas e dos laços do maligno, mas se não colocarmos a nossa fé no Senhor, a nossa tendência é cair no mais profundo buraco e a queda será dolorosa. Não é fácil deixar os nossos vícios, mas podemos nos esforçar e ter força de vontade, nada para Deus é impossível. (Diário Espiritual De Leonardo Pacheco,15 de janeiro de 2011)